Como uma dona de casa pode contribuir ao INSS?

Todos têm direito de ser beneficiários do INSS. O valor pago pela instituição é uma forma de se manter financeiramente quando está impedido de realizar atividades remuneradas, ou optou pela aposentadoria. Para as donas de casa não é diferente, mesmo que não recebam salário elas podem contribuir mensalmente com o INSS e requerer todos os auxílios fornecidos.

Qual a importância de contribuir com o INSS?

Milhares de brasileiros contribuem com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Uma instituição que cuida do recolhimento de valores mensais que em eventualidades servirão para indenizar os contribuintes.

As empresas com funcionários registrados em carteira de trabalho cuidam de descontar do salário bruto do trabalhador uma porcentagem para encaminhar ao INSS. Mas, aqueles que não são registrados podem fazer a contribuição de forma individual.

O interessante de ser assegurado é que além de conseguir a aposentadoria, o Instituto garante o recebimento de auxílio nos casos de:

  • Doença;
  • Morte;
  • Maternidade;
  • Acidente;
  • Reclusão;
  • Salário família.

Contribuição por dona de casa

Embora as donas/donos de casa não possuam salário mensal fixo, e dependam muitas vezes da renda do cônjuge ou de eventuais atividades remuneradas. O INSS possibilita que pessoas nesse perfil realizem a contribuição e possam se beneficiar dos auxílios prestados.

Existem duas formas de contribuir com o INSS na condição de dona de casa:

  • Opção 1: Como pessoa de baixa renda. Contribuindo mensalmente com valor equivalente a 5% do salário mínimo. Declarando não exercer atividade remunerada, não receber nenhum tipo de renda e estar inscrito no CadÚnico;
  • Opção 2: Contribuição individual de 11% ou 20%. No caso de 11% será sobre o valor do salário mínimo e na aposentadoria terá direito ao preço atual do salário federal. Em 20%, o valor varia entre o mínimo e o teto máximo de recolhimento, nesse caso a aposentadoria é maior que o salário federal.

Todos os valores de alíquota para cada tipo de contribuinte está previsto na tabela do INSS 2019, que pode ser atualizada pelo INSS.

Iniciar contribuição ao INSS

Para dar início a sua contribuição, a dona de casa pode comparecer até uma agência do INSS e solicitar o início do processo. Mensalmente será necessário pagar a guia de recolhimento, documento que pode ser emitido no site oficial do Instituto.

Para solicitar algum benefício também é necessário comparecer até a agência e comprovar, dentro das condições estabelecidas, que cumpre com as exigências para dar início ao recebimento do auxílio.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *